tic tac

tic tac

Passam-se os segundos, os minutos, as horas… uma lida..
Tic tac.. tic tac….
A chegada do hoje é do amanhā a despedida..
Entre os meus dedos escorrem-se os anos,
Escorrem-se os erros
Escorrem-se a vida
O tempo que nāo volta mais…
As changes perdidas,
As lagrimas derramadas, as causas caidas,
Hoje sāo recordações da epoca que eu mais sentia…
Ah! Se eu soubesse que tāo pouco eu sabia
Quando julguei ser fraqueza o sentimento…
De dar amor a quem nāo me dava afeto..
Hoje à beira da morte… eu reflito,
Sāo as lembranças que por nada eu troco.